quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

#Seguir em frente!! 2017

O Rei Ezequias aos 25 anos estava a porta de começar algo novo., mais tinha um histórico de insucessos para lidar, uma herança maldita 2 Cronicas 28 seu pai Acaz errou nas escolhas destruir um legado, mais Ezequias entendia que não poderia ser refém e decidiu mudar o seu caminho resolvera assim fazer uma reforma., identificou tudo que não funcionava, cancelou contratos que produziam prejuízos entendam algum contratos vão requerer indenização. Mas mesmo assim decidiu romper com eles, refez as alianças corretas 2 Crônicas 29, disse a verdade as pessoas que estavam a sua volta para que todos entendessem o nível de sacrifício em que ele precisaria se envolver, fez uma celebração (Pascoa) precisava trazer na sua memória as coisas que funcionaram, pois ele precisaria de otimismo e fé, pois não possuía os recursos e nem a mão de obra necessária para executar aquilo que sua visão havia enxergado, mais ele acreditava na sua visão depois de tudo organizado., surge cobrança do passado (herança ) Senaqueribe, trouxe a sua memória os caminhos tortos do seu pai ., mais espera este não sou eu, e esta não deve ser minha história decido muda-la então rejeitou e ele  se fortaleceu em Deus orando juntamente com um amigo (Profeta Isaias) precisamos ter alguém com a fé consolidada ao nosso lado quando os momentos não forem favoráveis. Qual foi o final... todos precisariam reconhecer que a vida dele deu certo.

PR JORGE PERES

Atenção senhores passageiros! Está na hora de renovar o passaporte!

Estaremos dentro de pouco tempo, começando mais uma viagem, com um tempo previsto em todo o trajeto de 365 dias. Carimbem o passaporte, definam
o destino e embarquem na plataforma 2017. Quem tiver mágoas, ressentimentos, pendências e tristezas antigas na bagagem, favor descarregá-las no Balcão 2016, ao lado dos banheiros. Recomendamos o uso dos sapatos da boa vontade e as camisas do otimismo, evitando, durante a viagem, as saias justas da competitividade insana e os nós da gravata da ambição desenfreada.
Os passageiros que portarem sorriso nos lábios, coração aberto e mãos prontas a construir terão assento preferencial ao lado da janela da felicidade. 

Solicitamos a todos que apertem o cinto da esperança e recomendamos que ninguém, em hipótese alguma, utilize a saída de emergência durante a viagem. 
Caso haja períodos de turbulência, mantenham a calma e a confiança no piloto desta aeronave, o Grande Comandante Universal. Em qualquer situação de medo ou desespero, contem também com nosso atendimento de bordo realizado permanentemente por nossos anjos do espaço que estarão ao lado de cada passageiro. Recomendamos durante todo o trajeto, atitudes de solidariedade, de atenção e carinho, principalmente, com as crianças e idosos, o que garante a participação em nosso programa de milhagem. 

O ar das cabines, em virtude das ações do homem, está extremamente seco, por isto, sugerimos a ingestão de água durante toda a viagem. Além disto, moderação com os alimentos gordurosos. Recomendamos também exercícios físicos como exercitar as pernas, braços e pés, evitando os inchaços prejudiciais à saúde. 

Importante lembrar, que embora tenhamos pessoas viajando em classes diferentes, nada assegura que na próxima viagem os passageiros terão direito aos mesmos assentos. Portanto, respeito e bom relacionamento com cada companheiro de viagem, independente da classe a qual pertença, será motivo de avaliação no momento do check-out. Para isto lembramos utilizarem o crachá da amizade e palavras de agradecimento e compreensão. 

Teremos, como já é de conhecimento de todos, muitas escalas durante o trajeto, o que implica na necessária entrada e saída de pessoas, valendo recordar em todos os momentos da contínua confiança no Grande Comandante Universal. 

A todos, uma excelente viagem! 
Via Whatsapp

sábado, 19 de novembro de 2016

Morre o Fundador da Casa da Benção no Brasil!?

Doriel deixa um legado de fé e obra inigualável.
Faleceu na tarde desta  quinta-feira  (17), o fundador e presidente da Igreja Casa da Bênção, Apóstolo Doriel de Oliveira.
O missionário como gostava de ser chamado, estava internado no hospital Brasília, desde agosto deste ano.
O Apóstolo Doriel de Oliveira deixa esposa, Ruth Brunelli de Oliveira, com quem esteve casado por 56 anos; seus filhos Rubens César Brunelli Júnior, Lílian Brunelli Figueredo e Samuel Wesley de Oliveira; sua nora Juliana Esteves e genro Pastor Jeremias Figueredo; seus netos Sthefany Figueredo, Allex Doriel, Joshua Guilherme, Samuel Brunelli, Ester Oliveira e Daniel Oliveira e sobrinhos netos Raphael Oliveira e Camila Oliveira.
“Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda.” 2Timóteo 4:7-8.
Velório:
Conforme informações divulgada pela igreja, o velório será na próxima quarta-feira, dia 23 de novembro, no período da tarde, na Catedral da Bênção e o sepultamento na quinta-feira, dia 24 de novembro às 10h no cemitério Campo da Esperança Plano Piloto/DF.
NOTA OFICIAL DA IGREJA CASA DA BENÇÃO
É com grande pesar que comunico que hoje, aos 77 anos, nosso querido Apóstolo Doriel de Oliveira, fundador e presidente da Igreja Tabernáculo Evangélico de Jesus – Casa da Bênção, foi chamado pelo Senhor para os braços do Pai para descansar com Ele, para gozar das delícias que ele sempre pregou, que está preparado para os salvos.
Ele fundou a Casa da Bênção em 1964, tendo ganho milhares de almas para o Senhor, que só a eternidade poderá revelar o número exato de salvos através deste grande homem de Deus, um verdadeiro pai na fé!
De uma primeira igreja em Belo Horizonte-MG, na Praça Vaz de Melo, e se espalhando pelo Brasil e pelo mundo, hoje com mais de 3 mil igrejas, o Apóstolo Doriel demonstrou garra e determinação em seus objetivos. Junto comigo foi um homem visionário, determinado e de oração, que sempre sonhou com grandes ideais, destacando-se pelo crescimento na obra de Deus. As dificuldades enfrentadas ao longo destes anos de ministério foram inúmeras, mas em nenhum momento Doriel olhou para trás. Seguia em frente com fé e coragem.
Em 1989, afirmei em uma entrevista: “Foi Deus quem nos uniu com um grande propósito. Fico contente em ter estado ao lado deste grande homem em todos os momentos de sua vida, e mais contente ainda, por ter colaborado para o crescimento gigantesco que esta obra alcançou ao longo destes anos”.
E hoje todos nós nos despedimos do nosso grande pai na fé, que nos ajudou em diversos momentos, que foi usado poderosamente na Terra, e temos a certeza de que nos encontraremos com ele, junto com o nosso Salvador.
Missionária Ruth Brunelli de Oliveira >Fonte: Agenda Capital<

#Pare de Reclamar

"...Façam tudo sem reclamar..." Filipenses 2:14
Uma mulher  que trabalhava na agência dos correios foi abordada por um cliente que disse: "Não sei escrever. A senhora se importaria de endereçar este cartão postal pra mim?" Depois de endereçar o cartão para ele e de escrever uma mensagem breve, a funcionária dos correios perguntou: "O que mais posso fazer pelo senhor? " O homem pensou, por um instante e disse: "Sim, a senhora  poderia acrescentar uma observação no final dizendo: "Por favor, desculpe-me pela caligrafia desleixada". Quanta gratidão ! A Bíblia diz: "Façam tudo sem reclamar", porque quando não faz isso,  você acaba ferindo: 1) a si mesmo. A reclamação leva a ira e a depressão. Deus ama você e Ele não quer que você fira a si mesmo, 2) A Deus. A reclamação questiona o cuidado de Deus, o Seu caráter e a Sua competência. Na verdade, o que você está dizendo é " Deus, o Senhor errou! O Senhor teve a chance de satisfazer as minhas exigências e escolheu não fazer isso! " 3) Os outros. As suas palavras afetam as pessoas que o cercam e ninguém gosta de passar tempo com um reclamão. Reclamar satisfaz temporariamente a nossa natureza egotista, mas isso não muda nada. Quando você reclama, demonstra a sua dor e não ganha nada com isso. Mais eis a boa notícia: a Bíblia diz"...o povo se tornou como aqueles, que se queixam da adversidade..." (números 11:1 NAS). Você não começou reclamando: você "se tornou" assim, e pela graça de Deus você pode se tornar alguém cheio de gratidão ! A partir do momento em que reconhece o seu hábito de resmungar e de apontar erros, torna-se possível escolher um hábito melhor. Um mau hábito e como uma boa cama macia, é fácil entrar nela e é difícil sair. Por isso, se você adquiriu o hábito de reclamar, para já com isso!
Mergulhe na Palavra: Sl 125, 2 Tm 2:24
Escrito por Bob e Debby Gass e distribuído por © IDEFACIL - UCB Brasil - “A Palavra Para Hoje” | Todos os Direitos Reservados

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Ex-Bozo se torna pastor e diz que deve perdão a Silvio Santos

Wanderley Tribeck pediu perdão a Silvio Santos e diz o motivo de ter deixado de ser o palhaço Wanderley Tribeck, que interpretou o primeiro Bozo, confessou em entrevista ao jornalista Daniel Castro, ser responsável pelo fim do personagem do SBT. Na conversa, ele pede perdão a Silvio Santos e diz o motivo de ter deixado de ser o palhaço.
“Tenho um arrependimento pela [minha] saída [do SBT]. Quando eu saí, o Bozo acabou. O Luiz Ricardo, que era um bom Bozo, também resolveu não fazer mais, aí foram entrando outros… Então acho que eu devo um [pedido de] perdão a Silvio Santos. Ele investiu muito no personagem, eu não deveria ter saído. Mas infelizmente eu era muito novo. Hoje estou com idade, sou um homem que pensa. Ainda quero dar um abraço nele e dizer ‘Silvio, me perdoa'”, disse.
“Resolvi sair por não concordar com esse negócio de colocar outros Bozos, com crianças fazendo jogos (como corrida de cavalo e batalha naval) na televisão, mulheres de shortinho [como apresentadoras]. Conversei com Silvio, mas ele disse: ‘As coisas são modernas, têm que evoluir’. Falei ‘então não me leve a mal, quero sair'”, esclareceu.

Na década de 1990, o ex-palhaço viveu os piores momentos de sua vida. “Meus filhos foram embora, minha mulher [também], me agarrei na bebida, entrei nas drogas. Foi triste, a coisa foi feia. Eu estava praticamente na sarjeta, perdi tudo o que tinha. Me arrependo de muitas coisas que fiz na minha vida”, afirma.
Mas, uma das grandes curiosidades da vida do ex-Bozo foi o fato de ele ter se casado com uma “amiguinha” (o palhaço chamava as crianças de “amiguinhos” no programa). “Eu tinha 29 anos e ela 14. Nos apaixonamos e casamos um ano depois. Nos separamos, mas voltamos. Estamos juntos há mais de 30 anos”, contou ele em recentre entrevista ao Ego.
Após se converter, ele atualmente é pastor e faz pregações em 30 igrejas por mês no Rio Grande do Sul, mas sem esquecer do passado na TV. “Uso o Bozo porque é uma marca para que as pessoas que eram minhas fãs [sejam atraídas e] venham se converter ao Evangelho de Cristo. Deus me deixou famoso não para subir em palcos e ganhar dinheiro. Deus me deixou famoso para ganhar almas para o seu reino”, acredita. O “slogan” de seus cultos é: “Largou as palmas para ganhar almas”.



sábado, 30 de julho de 2016

Para o coração que cansou de "Igreja"

"Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações e tanto mais quanto vedes que o Dia se aproxima." (Hebreus 10:25) Por Zoe Lilly

Muitos amigos meus “cansaram” de ir para igreja, se cansaram do sistema, da liturgia e da hipocrisia que vêem por ai. Falam para mim que continuam amando a Jesus e que leem a Bíblia em casa, mas que não querem mais se meter com a instituição “Igreja.” Eu tenho certeza que eles ainda amam a Jesus, que vivem de maneira santa diante de Deus e que fazem boas obras onde estão.
Não estou aqui para criticar ou julgar ninguém, mas ultimamente tenho pensado sobre esse “movimento dos sem-igreja” e por um bom tempo achei que eles tinham suas razões e justificativas, e quem era eu para discordar? Cresci na igreja, já vi os piores ângulos imagináveis, já vi muita hipocrisia de perto, mas continuamente ouvia uma voz que falava: “Não é a respeito dos outros, mas sim a respeito do que existe entre Eu e você.” Essa voz me manteve até hoje, 31 anos depois, ainda frequentando reuniões e ajuntamentos cristãos.
Ultimamente vejo que o problema nunca foi “não ir para igreja”- mas sim se conformar com a situação atual da Noiva de Jesus. Tem pessoas que vão para igreja e estão conformados, e tem aqueles que desistiram da Noiva, não querem ser parte da realidade bruta e feia em que ela se encontra, assim se conformando também.
Por muito tempo confesso que morria de vergonha de ser classificada “evangélica” por tantos absurdos que ouvia e via de pessoas que se diziam “crentes”. Era extremamente difícil falar que fazia parte de uma Noiva tão despedaçada e bitolada. Até que um dia comecei a ver que a Igreja era sim, uma lugar de pessoas extremamente problemáticas, mas que também era parte de mim.
Aprendi que amar o inimigo lá fora é fácil, mas perdoar o “irmão” crente do lado era um parto de mais de 96 horas. Aprendi que quando Jesus falou para carregar minha cruz, não era só sofrer a perseguição fora da igreja, mas dentro dela mesmo. Aprendi que perdoar alguém que não conhece a Jesus é leve, mas perdoar aquele que você estima estar uma posição de “unção” é muito mais pesado. Aprendi na raça e com muito suor, que fazer parte da Noiva me fazia ser mais como Jesus.
Não sou contra quem não vai para Igreja, nem aquele que é engolido pelo sistema religioso, mas sou a favor de pagar o preço para ver mudanças, para lutar por uma Noiva saudável e unida. Minha igreja local é longe de perfeita, mas nós (meus amigos e companheiros) juntos tentamos, mesmo errando inúmeras vezes, viver um cristianismo verdadeiro. Cristianismo não é para os fracos, é para aqueles que conseguem lutar pela verdade e o amor, mesmo que estejam diante de tudo que discordam, mas que ainda têm a esperança que um dia seremos a Noiva Imaculada.
Você sempre escolherá o preço que vai pagar.O que muda é o resultado desse preço.Eu escolho o maior preço, não porque sou melhor que ninguém, mas porque eu ainda não parei de sonhar e lutar, e não pararei até o fim.
Conheça a Coleção Devocionais no site Amazon.com.

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Morre o teólogo Tim LaHaye, autor do livro Deixados para Trás


LaHaye era mais conhecido pelos seus livros "Ato Conjugal"
Morreu na manhã desta segunda-feira, o autor, pastor e escritor Tim LaHaye vítima de um acidente vascular cerebral. Lahaye tinha de 90 anos de idade.
Sua família anunciou a notícia de sua morte em um hospital de San Diego em sua página no Facebook.
LaHaye era mais conhecido por ser co-autor da série de livros “Deixados para trás,e o Ato Conjugal'.


A série de livros Left Behind (Deixados Para Trás) de autoria de Tim LaHaye e Jerry B. Jenkins, é uma obra ficcional, de temática religiosa, que narra os últimos dias na Terra após o arrebatamento da igreja. A série de livros vendeu mais de 70 milhões de exemplares e foi publicada em mais de 34 idiomas, além de ter duas versões cinematográficas.
Biografia
Nasceu em 27 de abril de 1926, em Detroit, Michigan. Co-autor da série “Deixados para trás”, é fundador e presidente do Ministério Tim LaHaye e do PreTrib Research Center (Centro de Pesquisas Pré-tribulacionistas).
Por 25 anos, LaHaye pastoreou uma das maiores igrejas dos EUA em San Diego, na Califórnia. LaHaye escreveu mais de 45 livros sobre uma grande variedade de assuntos, como a vida em família, temperamentos e profecias bíblicas.
LaHaye foi apontado pelo periódico Evangelical Studies Bulletin como o líder cristão mais influente dos últimos 25 anos. LaHaye era casado com Beverly LaHaye desde 1947, e deixou quatro filhos: Linda, Larry, Lee e Lori.
Com informações do portal CharismaNews

Tim LaHaye, evangelical leader and ‘Left Behind’ co-author, passes at 90

SAN DIEGO, Calif. — Dr. Tim F. LaHaye, the son of a Detroit autoworker who grew up to become a respected pastor, international best-seller and prominent evangelical leader, died July 25, 2016 in a San Diego area hospital, just days after suffering a stroke. Born in Detroit, Michigan on April 27, 1926, he was 90 years old. 
Dr. LaHaye, an Air Force veteran, is perhaps most noted for his blockbuster best-selling book series “Left Behind,” which he co-authored with Jerry B. Jenkins. 
“Thrilled as I am that he is where he has always wanted to be, his departure leaves a void in my soul I don’t expect to fill until I see him again,” Jenkins said of his co-author’s passing.
Over seven decades Dr. LaHaye influenced others from the pulpit, in books, the political arena and at home. 
Jenkins said that Dr. LaHaye had become a “spiritual giant” to him.
“The Tim LaHaye I got to know had a pastor’s heart and lived to share his faith,” Jenkins said. “He listened to and cared about everyone, regardless of age, gender, or social standing. If Tim was missing from the autograph table or the green room of a network television show, he was likely in a corner praying with someone he’d just met—from a reader to a part-time bookstore stock clerk to a TV network anchorman.”
Joining Dr. LaHaye for most of his journey was the former Beverly Ratcliffe, whom he married on July 5, 1947. Mrs. LaHaye—a powerhouse in her own right—founded Concerned Women for America in 1979, the nation’s largest public policy organization for women with 600,000 members. 
Their union prompted Time magazine in 2005 to name the LaHayes “The Christian Power Couple.” The proclamation came as the magazine named Dr. LaHaye as one of the 25 most influential evangelicals in America.
Early in his ministerial career, Dr. LaHaye pastored churches in South Carolina and Minnesota before moving his family to California. They settled in San Diego County, where he took the reigns of Scott Memorial Baptist Church. Under his 25-year leadership, the congregation expanded to three locations, including what is now Shadow Mountain Community Church in El Cajon. 
Dr. LaHaye also founded two accredited Christian high schools, a school system of 10 Christian schools and what is now San Diego Christian College (formerly Christian Heritage College). In 1972 he co-founded the Institute for Creation Research with the late Dr. Henry Morris. 
As a couple, the LaHayes hosted a radio show and, later, a TV program called “The LaHayes on Family Life.” In keeping with their faith, the show promoted Christian values.
During the 1970s Dr. LaHaye was instrumental in gathering a coalition of Southern California pastors together to address a progressive agenda that was undermining traditional family values. Also in the ’70s he encouraged the late Jerry Falwell Sr. to establish the Moral Majority as a way to build a similar coalition nationally. He was also widely credited with garnering evangelical support behind the campaign of George W. Bush.
Besides co-authoring the 16-book “Left Behind” series — which sold more than 80 million copies, topping the best-selling lists of The New York Times, USA Today, Wall Street Journal, Publishers Weekly, and Christian Booksellers Association — LaHaye was a prolific non-fiction author, penning 60 different titles that sold 14 million copies in as many as 32 languages. Topics he explored included family life, temperaments, the biblical view of sex and marriage, Bible prophecy, the will of God, Jesus Christ, and secular humanism. 
Other ministries he either founded or co-founded include Tim LaHaye Ministries, the PreTrib Research Center and the Tim LaHaye School of Prophecy at Liberty University. He also designed the LaHaye Temperament Analysis, a self-improvement tool that has been used by more than 30,000 people. 
Along with his wife, Dr. LaHaye was a generous benefactor, donating millions to numerous religious institutions, including Liberty University and San Diego Christian College.
“One of the great things I saw Tim and Beverly do was to launch and fund a mission project in Atlanta. It was a mission church that is now a megachurch with 5,000 to 6,000 members,” said Dr. Richard Lee, founding pastor of First Redeemer Church, the mission church supported by the LaHayes. “If it hadn’t been for Tim and Beverly that work would have never started. His life was more generous than most people can imagine. He was so quiet about his generosity.” 
Beyond his vast ministry accomplishments, Dr. LaHaye’s hobbies included skiing, jogging, motorcycling and golfing.
In addition to his wife, Dr. LaHaye is survived by four children; nine grandchildren; 16 great grandchildren; a brother, Richard LaHaye; and a sister, Margaret White.
For more information on Dr. Tim LaHaye, including an expanded obituary, visit www.timlahaye.com.

Com faixa, igreja pede que candidatos não visitem templo durante campanha

Pastor afirma que em três anos nenhum político esteve no local, por isso, em época de eleição visitas não são bem-vindasOs partidos políticos ainda estão definindo seus candidatos a prefeitos e vereadores – em Novo Hamburgo até 4 de agosto acontecem as convenções –, mas a partir de 16 de agosto a campanha eleitoral está liberada. A partir daí, até o dia da eleição, em 2 de outubro, começa uma verdadeira guerra por votos. Nesse período se intensifica o chamado “corpo a corpo”, momento em que os candidatos vão às ruas pedir votos. Entre as ações estão visitas a entidades, associações e também igrejas.
É foi com a intensão de advertir os candidatos a não pedirem votos na Igreja Batista Nacional Avivar de Novo Hamburgo, que o pastor Juliano Souto colocou uma faixa, no mínimo, inusitada em frente ao tempo, que fica no bairro Rondônia.”Senhores candidatos a vereadores e a prefeito, estamos há três anos nesta comunidade e nunca tivemos o privilégio de suas visitas. Queremos continuar assim até outubro deste ano. Após este período, serão bem-vindos!”
“A nossa igreja tem consciência que deve influenciar em todas as áreas e nesta eleição queremos levantar a bandeira contra a hipocrisia e blindarmos nossa comunidade de maus elementos que abusam do poder público para se locupletar”, afirmou o pastor, completando: “Depois das eleições a igreja estará de braços abertos a nossa liderança municipal, pois temos que honrar as autoridades constituídas.”
fonte:jmnoticia.



sábado, 23 de julho de 2016

#Férias Dicas de leituras

    Se a leitura não está rolando, passe para outra e já era. Eu acredito muito que existem momentos certos para ler coisas certas e é bem comum a gente tentar iniciar uma leitura e no meio do caminho não rolar aquela identificação
    O Augusto Cury é um bom exemplo disso, hoje eu gosto e leio muito os livros dele, mas porque é o momento certo. Eu já havia tentando ler as obras dele há alguns anos atrás e não consegui, lembro-me que na época eu achei tudo muito complexo, me esforçava, mas não compreendia a sua teoria. Então eu entendo que é muito real essa questão dos tempos, das fases, processos e estilos de cada um e isso gera grande influência no que você escolhe ler. Sendo assim, acredito que o segredo é se respeitar, entender o que mais “fala” com você e também se permitir parar aquela leitura que não flui de jeito nenhum, quem sabe em outro momento esse conteúdo não seja exatamente o que você precisava absorver?
    Eu Amo Você. Autor: Jaime Kemp.
    Nesse mês já foi diferente! Rolou uma inspiração e tanto, rolou o meu aniversário, rolou presentes também! Para iniciar as leituras ganhei da minha mãe o clássico “Eu amo Você” de Jaime Kemp. Cresci ouvindo os meus pais falarem desse livro, eles estão juntos há 34 anos e durante o namoro eles leram juntos esta obra. Claro que, assim que abri a embalagem, já iniciei a leitura! Hehe
    Meu parecer final? Eu definiria como aquele básico “tem-que-ler”. O conteúdo é realmente prático, direto, sem muita teologia, sem muito “fru-fru”, sem muitas definições de como o homem ou a mulher pensam, sem muitos detalhes sobre como agir nos relacionamentos, sem muita psicologia, o negócio é falar de namoro, noivado, casamento e sexo de acordo com a luz da Palavra de Deus, indicando o que é certo e errado, mostrando o caminho da santidade em todo o processo e ponto.
    Particularmente o conteúdo me edificou bastante, foi construtivo, gerou uma vontade muito grande de ter um relacionamento o mais puro e santo possível (não que eu já não tivesse essa vontade, mas ela foi reforçada). E tenho certeza de que ler enquanto solteira é uma coisa, mas ler enquanto namorada, noiva será diferente, então pretendo retomar a leitura quando chegar a hora certa. No mais, recomendo muito, leiam, vale a pena!
    O Mestre Inesquecível. Autor: Augusto Cury.
    Saindo do Jaime, fui pro Cury. Junho foi um mês forte em termos de autoconhecimento. Sou apaixonada por psicologia, tento não ficar muito tempo sem ler algum conteúdo que tem relação com a área, porque me faz bem demais compreender mais da mente humana. Esse livro, O Mestre Inesquecível é o quinto, da série chamada “Análise da Inteligência de Cristo”. Eu comecei lendo o último, mas acredito que não tem problema! Hehe
    Em geral, diria que foi a leitura mais incrível de Cury que eu peguei até agora. Fui fortemente impactada pelo conteúdo porque ele analisa a maneira que Jesus lapidou e transformou as personalidades dos seus discípulos. Durante a leitura eu chorei, ri, anotei, risquei, refleti e recebi muitos choques de lucidez. Me vi em Judas, me vi em Pedro, em João, foi simplesmente maravilhoso. Agora, uma coisa é certa, está aí mais um tipo de leitura que precisa ser lida de duas à três vezes para que você possa absorver todo o conhecimento ali compartilhado. Tenho os outros 4 livros da coleção mas, por enquanto vou dar um pause e ir para outras leituras mais lights, a mente deu uma superaquecida! Hehehe
    Mentes Brilhantes. Autor: Augusto Cury.
    Antes do Mestre Inesquecível, li este livro, também do Cury, chamado Mentes Brilhantes, Mentes Treinadas. Todos os livros desse autor são muito bons, mas alguns são mais profundos do que outros. No caso deste título, acredito que ele é o ideal para quem nunca leu nada sobre a teoria da inteligência Multifocal. Digamos que é um título de introdução para que você entenda um pouco mais do trabalho dele e passe a ler as suas outras obras com mais facilidade. Costumo dizer que todos os livros do Cury “conversam entre si”, um tem ligação com o outro, um explica algum assunto do outro e assim vai. Por isso, quem começa a ler e toma gosto pela coisa, não consegue mais parar, porque existe uma linha de raciocínio bastante interessante nos conteúdos gerados pelo psiquiatra. Eu gosto muito de tudo que o Cury escreve, sou suspeita para falar e como vocês sabem, pretendo ler todas as obras dele, ao todo são 33, algo assim, então estou no caminho da minha meta! Haha
    Profetas da dança. Autora: Gisela Morandi Kohl Matos. 
    Não, eu não faço parte do ministério de dança da minha igreja mas, como vocês já devem ter percebido, eu sou uma grande curiosa. Gosto de saber de tudo um pouco, alguns temas eu me aprofundo, outros não, mas em geral sou interessada em aprender. Esse livro, escrito por Gisela Morandi é uma introdução para quem quer atuar no ministério de dança, a linguagem é super fácil, simples e direta. A autora mostra as bases bíblicas para explicar um pouco mais do ministério, incluindo detalhes sobre como devem ser a vestes das dançarinas, alguns testemunhos pessoais e também ensinamentos para exercícios práticos de dança. Particularmente eu gostei muito, acredito que é um excelente material para quem tem interesse na área e pretende inciar do zero. Não conheço a escritora, mas criei uma empatia por ela, suas palavras me edificaram e seu livro me tocou de uma maneira muito ímpar.
    Bíblia em ordem cronológica.
    Por último, vamos para a Bíblia! Neste mês passei por algumas histórias bem legais. Entre elas Rute e Boaz que se destacaram (rendeu até post especial aqui no blog). Outro cara que me ministrou muito foi Gideão e agora estou entrando no reinado de Davi! É meio redundante falar que a Bíblia é bacana, que nos abençoa, nos transforma, mas eu não consigo ter outra definição para este conteúdo! A Palavra de Deus é tudo! Sigo na tentativa de concluir a Bíblia inteira ainda este ano!
    Bom gente, é isso! Boa leituras deixe seus comentários e sugestões 
    por E-mail: redacaog@gmail.com  
    ou pelo whatsapp:(¨61)98518-9690

    Pastor Abusa de Fiéis Dizendo Ter o Pênis Abençoado



    Esse é o pastor Valdecir, que chegou a abusar também de algumas idosas, se defende falando que teve um encontro com Jesus num bordel. Inacreditável.
    O pastor Valdecir Picanto Sobrinho, de 59 anos, foi preso no interior de Aporé, interior de Goiás, sob a acusação de que abusava sexualmente das mulheres da cidade utilizando o pretexto que teria o pênis abençoado.
    “Ele nos convencia de que Deus só entraria em nossa vida pela boca e por isso nós deixávamos ele fazer o que fazia”, relata a jovem M.R., de 23 anos, que prefere não se identificar. “Muitas vezes, após os cultos, o Pastor Valdecir nos levava para um terreno nos fundos da igreja e pedia para a gente fazer oral nele até o espírito santo aparecer por meio da ejaculação”, completa a jovem desolada.
    Valdecir, que chegou a abusar também de algumas idosas, se defende falando que teve um encontro com Jesus num bordel e que Ele lhe deu a missão de “distribuir o leite sagrado” por todo o estado, começando pelos fiéis da Assembléia de Aporé, do qual é responsável. “Vocês estão prendendo um servo do Senhor e ainda se arrependerão disso. Espero poder continuar com meu belíssimo trabalho dentro da prisão”, reluta o sacerdote.
    Denise Pinheiro, delegada responsável pela região, diz que Valdecir foi pego em flagrante enquanto esfregava seu membro no rosto de uma comerciante local, em que prometia ter mais vendas em seu negócio caso deixasse ser derramada pelo líquido divino.
    Denise ainda completa: “quando autuamos o senhor Valdecir, ele não ofereceu resistência e ainda perguntou se eu queria fazer parte do reino dos céus durante o trajeto para a delegacia. Ele não tem vergonha de tais atos e acha tudo a coisa mais normal do mundo” Valdecir pagou fiança e foi liberado após prestar 3h de depoimento.
    Portal Hoje
    Ps : O Blog Tribuna do Crente repudia tal comportamento, e saliente que já presenciou muitos caso de irmãs de varias igreja assediando seus pastores.É lamentável que noticias como esta venham manchar o nome das igrejas serias. 

    domingo, 3 de julho de 2016

    Como fazer para estar neste habitar seguro?

    "Achou-o na terra do deserto, e num ermo solitário cheio de uivos; trouxe-o ao redor, instruiu-o, guardou-o como a menina do seu olho. Como a águia desperta o seu ninho, se move sobre os seus filhos, estende as suas asas, toma-os, e os leva sobre as suas asas".
    INTRODUÇÃO
    Hoje o homem tem se encontrado solitário, oprimido, perseguido, pois ele tem andado pelo deserto onde nada encontra para sustentá-lo. Neste habitar o homem tem sido levado à sua destruição, pois o inimigo não tem medido esforços e como o uivo de um lobo ele tem intimidado o homem a cada dia.
    E numa tentativa desesperada de sair dessa situação as pessoas têm buscado soluções em muitas coisas desta vida como terapias, antidepressivos e até mesmo em crenças (ocultismo, devoção a outros deuses) que nada podem fazer para o homem. E quanto mais ele se envolve com este tipo de situação mais ele se angustia e não consegue encontrar a verdadeira solução. 
    DESENVOLVIMENTO
    Mas como Moisés nos descreve neste texto, só há uma solução para tirar o homem desta situação. Somente o Senhor Jesus pode despertar o homem, pois aquele que tem um encontro com o Senhor é comparado a um filhote de águia, pois ela jamais descuida de seus filhotes está sempre ao redor do ninho, pronta para defender seus filhotes de predadores, ela dá a sua própria vida para salvá-los, assim é o Senhor Jesus para conosco que deu a sua própria vida para nos libertar, ele está sempre ao nosso redor, atento para guardar os seus filhos do predador deste mundo que quer roubar, matar e destruir a vida do homem.
    CONCLUSÃO
    Como fazer para estar neste habitar seguro, longe das ameaças deste mundo sem temer o uivo do lobo e poder desfrutar da vida eterna?
    É preciso que o homem permita ser resgatado pelo Senhor abrindo o seu coração, reconhecendo-o como o único Senhor de sua vida, e se colocando como dependente do seu amor, sendo um servo fiel, para que ele possa desfrutar da paz, alegria, segurança e principalmente da certeza de uma vida eterna na presença do Senhor.

    domingo, 26 de junho de 2016

    Batista Missionaria comemora seus 19º aniversário

    Foram dezenove anos de muita luta e muitas alegrias, disse a pastora presidente Margarida Silva, ao abrir os trabalhos no segundo dia das festividades em comemoração ao aniversário, do ministério Batista Missionaria com sede em Samambaia e com conta com varias congregações. O culto teve inicio com a equipe de louvor da própria igreja. O Pastor Roberto esposo da pastora Margarida na época era da igreja presbiteriana e  cedeu sua sala de estar para começar esta grande obra, atendendo ao chamado de Deus, “a pastora margarida relatou que teve vários assedio para que ela e pastor Roberto mudasse de ministérios,e foram varias propostas até tentadoras no campos material, porem ela permaneceu sendo fiel a Deus e ao fundador do campo pastor Adão filho” porque  temos amor as Almas e esta obra é de Deus e não dos Homens’. O preletor foi o Pastor fundador do campo que fez questão de relembrar os primórdios de inicio e citou nome de várias irmãs que estiveram deste o começo, aquelas irmãs que sempre fazem parte da coluna na igreja, alguma hoje já casada e morando em outra cidade e até estados fizeram questão de estar presente para juntos cultuar a Deus.

    O pregador pastor Adão Filho fez menção em Deuteronômio: 04 v 19
    E para que, ao erguerem os olhos ao céu e virem o sol, a lua e as estrelas, todos os corpos celestes, vocês não se desviem e se prostrem diante deles e prestem culto àquilo que o Senhor, o seu Deus, distribuiu a todos os povos debaixo do céu.” e tema da pregação foi quando a benção se torna maldição; Como assim pastor benção virar maldição? Sim quando você valoriza mais o que as coisas do que Deus, exemplo: O irmão da igreja é um pequeno comerciante, e o pastor começa orar por ele, dai Deus prospera a empresa cresce ao invés  dele honrar a Deus na igrejinha muda de igreja para fazer parte de um grupo social onde tem grandes empresários, outro exemplo o jovem orara para entrar na faculdade, dai passar no vestibular, dai ele  deixa de frequentar os cultos porque esta cansado e precisa estudar, em primeiro lugar vem o reino de Deus e todas  as coisas vos serão acrescentadas disse o senhor.
    Jornalista Malu Silva recebe oração forte.
    Nós estivemos presentes na igreja para receber um pouco das bênçãos do senhor sobre nossas vidas, relatou a jornalista Malu silva e o seu irmão presbítero Samuel Pereira, e foram tremendamente impactados pelo poder de Deus, por serem amigos de longa data da família Silva Oliveira e faziam mais de vinte anos que não encontravam o pastor Adão Filho. “Que culto cheio de poder de Deus que pregação maravilhosa o pastor desceu o chicote sem dó relatou fascinado o presbítero Samuel que estava visitando”
                                                  Pastora Margarida Silva -Presidente do campo
                 Pastor;Roberto ora pelo fundador do campo e preletor da noite Adão Filho
           os casais de pastores Josefa e esposo,Malu Silva e Pra,Margarida e Roberto e Adão Filho
    Pastora Margarida cercada pelos seus irmãos biológicos  Arão ,Hildenê e Adão Filho

    segunda-feira, 6 de junho de 2016

    Curso de etiqueta ensina regras de comportamento social e empresarial

    No próximo dia 18 de junho, o curso de etiqueta Pethy Mattos realiza quatro módulos na área de comportamento social e empresarial. Além do aprendizado, o aluno estará contribuindo para a viagem da cantora mirim sobradinhense Nicole Luz,que participará do concurso internacional IPOP, que teve a prorrogação de prazo da inscrição, e conta com a ajuda. De acordo com Pethy Mattos, 20% do valor arrecadado será para Nicole. "Para colaborar , basta avisar no ato da inscrição que quer ajudar para Nicole ir a Los Angeles" , reforça Pethy.
    > No total, são 10 horas de aula com direito a refeições, coquetel, certificado e apostilas.
    > Os módulos incluem regras de comportamento internacional , trabalho em equipe, trajes apropriados para cada ocasião, e até mesmo a postura na Internet com a Web Etiqueta.
    > O início das atividades será às 8h e o conteúdo programático inclui automaquiagem, origem da etiqueta para convivência social, convidadando e sendo convidado para eventos e postura. No segundo módulo, os temas são referentes à apresentação pessoal e comunicação, após o petit four, aulas sobre cumprimentos, viagens, como se comportar em eventos e confraternizações no Brasil, embaixadas e países estrageiros, e regras de comportamento internacional.Na terceira etapa, trajes e etiqueta à mesa. E no último, tudo sobre etiqueta empresarial.

    > Serviço:
    > Curso de Etiqueta Pethy Mattos
    > Data: 18 de junho 
    > Horário: de 8h às 16h
    > Reservas e mais informações: (61)8164-4733
    > Érica Ianuck Léda
    > Assessora de Comunicação/ Social Media

    Projeto prevê mais segurança nos sistemas de energia elétrica

     O deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) apresentou na Câmara dos Deputados, projeto de lei n° 5310/2016, que obriga a utilização de condutores protegidos ou isolados nas redes de distribuição aéreas de média e baixa tensão situadas nas áreas urbanas.
    De acordo com o PL, as concessionárias e permissionárias do serviço público de distribuição de energia elétrica deverão providenciar a substituição de todos os condutores de energia sem revestimento por condutores protegidos ou isolados nas redes de distribuição aéreas de média e baixa tensão situadas nas áreas urbanas, tudo isto, num prazo de até cinco anos após a publicação da lei, em conformidade com metas anuais definidas na regulamentação.
    “Acreditamos que já é tempo de adotarmos nas cidades brasileiras apenas redes de distribuição de energia elétrica protegidas ou isoladas, eliminando os sistemas que utilizam condutores nus, isto é, sem nenhum revestimento, que compõem as chamadas redes aéreas convencionais. Essa medida aumentará a segurança da população, melhorará a qualidade da energia fornecida, propiciará vantagens ambientais e também trará benefícios para as distribuidoras”, justificou Sóstenes.
    Fonte: Jaqueline Mendes

    domingo, 5 de junho de 2016

    O que a biblia diz sobre estupro ?

    “Vejam, o dia do Senhor virá, quando no meio de vocês os seus bens serão divididos. Reunirei todos os povos para lutarem contra Jerusalém; a cidade será conquistada, as casas saqueadas e as mulheres violentadas. Metade da população será levada para o exílio, mas o restante do povo não será tirado da cidade. Depois o Senhor sairá para a guerra contra aquelas nações, como ele faz em dia de batalha”. (Zacarias 14:1-3)
    O caso abominável de 33 homens estuprarem uma adolescente de 16 anos no Rio de Janeiro provocou muita indignação na nossa sociedade. Muitas frases foram vistas nas redes sociais: “A culpa é dos homens!”; “Isso é causado por uma sociedade patriarcal e conservadora!”; “Esses homens não são doentes, eles se sentem no direito de estuprar mulheres”; “É a cultura do estupro”. Acontece que nada disso cabe na situação!
    A Bíblia fala da violência sexual contra as mulheres. Várias vezes o estupro é mencionado. Se pesquisarmos a palavra “estupro” não a encontraremos, porém, a violência sexual é mencionada em outros textos além de Zacarias 14 (Deuteronômio 22; Juízes 19; 2 Samuel 13). Embora os preceitos bíblicos não têm a clarividência presente na nossa cultura moderna, embrionariamente são fundamentos para a aplicação atual. O texto citado dá a ideia de que a violência contra a mulher é algo vergonhoso. Nele a violência pode ser vista como um castigo por parte de Deus pelo mal comportamento do povo. O povo de Israel havia deixado de lado os preceitos de Deus expressos na sua Palavra, por isso Zacarias profetizou o castigo. Pode parecer que as mulheres eram abusadas com o consenso de Deus, porém, isso não tem procedência em nenhum texto bíblico, porque logo a seguir no verso 3 o Senhor promete combater contra quem pratica esse mal.
    Cabe a nós refletirmos se a nossa sociedade não tem sido tolerante com a violência contra a mulher. Não conheço um só homem ou mulher que considere qualquer caso de violência sexual como algo natural, desejável ou benigno. Na cultura islâmica pode ser que as mulheres que andam sozinhas na rua ou sem cobrir o corpo sejam consideradas “disponíveis” e “pedindo” por assédio. Mas essa não deve ser a realidade no Ocidente.
    Por outro lado, não se pode socializar a culpa dos que praticam tal ato, pois a Palavra de Deus é clara que cada pessoa individualmente é responsável pelos pecados que praticam. “...cada um de nós prestará contas de si mesmo a Deus” (Romanos 14:12). É preciso entender que os monstros que praticam tal absurdo não foram criados pela sociedade, mas pela impunidade e falta de rigor das leis.
    É importante ainda ressaltar que, falar em “cultura do estupro” no ocidente é o mesmo que promover a banalização do estupro. A partir do momento em que se equaliza uma cantada tosca e grosseira à barbaridade da violência sexual, está se tripudiando da dor das verdadeiras vítimas e questionando a gravidade do terror ao qual estas foram submetidas. Não são apenas as mulheres que temem andar sozinhas nas ruas tarde da noite ou em qualquer horário em locais de pouco movimento. Homens também temem e muito por sua segurança.
    Portanto, é a maldade que se encontra dentro do coração dos homens que os levam a cometerem loucuras. Além do mais, Deus os entregou a uma disposição mental reprovável, para praticarem o que não deviam, exatamente por se afastarem dos ensinamentos bíblicos. “Tornaram-se cheios de toda sorte de injustiça, maldade, ganância e depravação. Estão cheios de inveja, homicídio, rivalidades, engano e malícia.” (Romanos 1:28-29)
    Não tenho dúvida. A solução para o mal é voltarmos para Deus. “Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra”. (2 Crônicas 7:14) 
    Fonte: www.elbemcesar.com

    terça-feira, 31 de maio de 2016

    Milhares de fiéis evangélicos vão à capital federal orar pelo Brasil no dia 1 de junho

    Brasília receberá milhares de evangélicos, nesta quarta-feira, (01/06), para um ato profético em favor do Brasil. O evento, uma realização da liderança evangélica do Brasil, acontecerá às 17h, na Esplanada dos Ministérios, Quadrante 2, próximo à Rodoviária de Brasília.
    “O ato profético é para interceder pelo Brasil. Não será uma manifestação política, mas um momento em que milhares de cristãos estarão juntos clamando por nosso país”, declara o pastor Silas Malafaia, um dos coordenadores do evento, que contará com a participação dos cantores gospel Fernandinho, Fernanda Brum, Eyshila, Cassiane, Nani Azevedo e Delino Marçal.
    Estrutura
    Palco com 300 metros quadrados com capacidade para 800 pessoas, sistema de sonorização de última geração, dois telões de LED de 12 metros de altura cada e três geradores de 300 KWA.
    Evangélicos se posicionam

    Em junho de 2011, mais de 50 mil pessoas se reuniram em frente ao Congresso Nacional, ocasião em que o pastor Silas Malafaia entregou ao então presidente do Senado, José Sarney, um abaixo-assinado com mais de um milhão de assinaturas contra o PL 122.  
    Em junho de 2013, um ato público em defesa da liberdade de expressão, da liberdade religiosa, da família e da vida, levou mais de 70 mil evangélicos à Esplanada dos Ministérios.
    Credenciamento
    Haverá credenciamento para acesso ao palco. Os veículos de imprensa interessados em realizar a cobertura devem enviar nome, função e RG dos colaboradores aos e-mails:
    comunicacao@editoracentralgospel.com
    comunicacao2@editoracentralgospel.com
    rcoelijesus@gmail.com

    Ato profético em Favor do Brasil será realizado na Esplanada no dia 1° de junho

    No dia 1° de junho, quarta-feira, cristãos de diversas denominações estarão se reunindo para o maior “Ato profético” em favor da Nação brasileira. O evento será realizado em frente a Esplanada dos Ministérios em Brasília, a partir das 17 horas. O ato é promovido pelo CIMEB – Conselho Interdenominacional de Ministros Evangélicos do Brasil.
    Entre as lideranças evangélicas que estão apoiando o ato profético estão: Silas Malafaia, Abner Ferreira, Apóstolo Renê Terra Nova, Apóstolo César Augusto.
    O evento contará com a participação de vários cantores, entre eles: Fernanda Brum, Cassiane, Nani Azevedo, Delino Marçal e Eyshila.
    Por Jaqueline Mendes

    segunda-feira, 30 de maio de 2016

    A Valorização na Imperfeição!

    Na cultura japonesa, as peças de cerâmica quebradas que são reparadas através da técnica Kintsukuroi, utilizando uma mistura de laca e pó de ouro, se tornam mais valorizadas que as que estão intactas. Isso por que sua estética trabalha mais com questões de transitoriedade e impermanência do que com a beleza propriamente dita.
    E é assim! Quando os japoneses colam objetos quebrados, eles preenchem as rachaduras com ouro. Eles acreditam que quando algo sofre algum dano, tem uma história, e há conserto, vale a pena repará-lo. Quando alguns vasos se quebram, eles não perdem seu valor. De fato, ao consertá-lo, ele torna um objeto único e especial. E passa a valer mais do que antes!
    Ao invés de se envergonharem de suas imperfeições, eles as embelezam, para que sejam vistas como uma celebração a vida, nos pequenos e grandes erros cometidos e na possibilidade aprendermos com isso. Parte do que somos é aquilo que tentamos esconder com mais determinação: as nossas falhas e defeitos.
    Que o ouro que nos conserta, quer seja sabedoria, quer seja mais amor pela vida, quer seja simplesmente o fato de estarmos desenvolvendo nossas qualidades, superando nossas falhas e nos fazendo abandonar hábitos que nos fazem mal nunca nos falte nos momentos em que nos sentirmos como um vaso quebrado.
    Fonte: Pastor jorge Peres

    quinta-feira, 21 de abril de 2016

    Segundo Ronaldo Fonseca (PROS-DF), votação não era "momento para debate"; ele alega que governo do PT "virou as costas para Israel"

    Ao votarem pela saída da presidente Dilma Rousseff no último domingo, poucos deputados fizeram referência às chamadas "pedaladas fiscais", base do processo de impeachment.
    Em vez disso, optaram por argumentos variados. O deputado federal Ronaldo Fonseca (PROS-DF) foi um deles. Ele justificou o voto a favor do impedimento da petista pela "paz em Jerusalém".
    Nas redes sociais, muitos usuários não entenderam a correlação entre o impeachment da presidente e o fim do conflito entre israelenses e palestinos.
    A BBC Brasil ouviu Fonseca para entender por quê.
    BBC Brasil - Por que o senhor votou a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff?
    Fonseca - Fui membro da comissão especial do impeachment e acompanhei todo o debate. Tenho convicção de que a presidente Dilma cometeu crime. Ela feriu a responsabilidade fiscal. Se houve crime, não vejo motivo pelo qual ela não sofra impeachment, que está previsto na Constituição.
    BBC Brasil - Mas por que, então, o senhor não mencionou tudo isso em seu voto?
    Fonseca - Porque tínhamos apenas dez segundos para declarar o voto. Mencionei que estava convencido do crime. E que havia amparo da Constituição. O debate não era para ser feito naquele momento. Aquele momento era o do 'sim' ou o do 'não'. O objetivo não era para convencer ninguém sobre crime nenhum. Os deputados utilizam aquele momento para, além de dizer 'sim' ou 'não', fazer algum destaque que ache interessante para a população. Ali não é lugar de debate.
    BBC Brasil - Por que o senhor optou, então, por dar destaque à "paz em Jerusalém"?
    Fonseca - O governo do PT virou as costas para Israel. Eles priorizaram os árabes. A única vez que um presidente da República foi ao Oriente Médio e não pisou em Israel foi o presidente Lula. A presidente Dilma rejeitou um embaixador indicado por Israel só porque ele foi colono na Palestina, na Faixa de Gaza (Dani Dayan foi líder dos colonos na Cisjordânia). O governo do PT priorizou os guerrilheiros, priorizaram Cuba, Venezuela. A presidente Dilma fez defesa até do Estado Islâmico (em realidade, na época dos ataques em Paris, a presidente criticou a "barbárie da organização terrorista Estado Islâmico"). Falei para chamar atenção mesmo.
    BBC Brasil - Por que o senhor acredita que o atual governo agiu errado no Oriente Médio?
    Fonseca - Israel sempre foi aliado do Brasil. O embaixador na ONU que deu o voto de minerva para a criação do Estado de Israel foi brasileiro (Osvaldo Aranha). O Brasil tem uma cultura judaico-cristã. Oitenta e cinco por cento da população brasileira tem essa cultura. Por que virar as costas a Israel? E defender os países árabes? Eu quero a paz em Jerusalém, eu quero a paz na Faixa de Gaza e eu quero a paz em Oriente Médio.
    BBC Brasil - Mas o que a paz em Jerusalém tem a ver com o impeachment da presidente?
    Fonseca - Impeachment só pode ter se ela cometeu crime. O fato de ela ter virado as costas para Israel não é motivo de impeachment, mas é motivo de crítica.
    BBC Brasil - Se não é motivo de impeachment, por que o senhor justificou o voto dessa forma?
    Fonseca - Como crítica. Fiz questão de salientar a Constituição Federal. Já havia dado o voto, por que não poderia criticar?
    BBC Brasil - Nas redes sociais, contudo, a justificativa do senhor não foi bem recebida. Como o senhor reagiu?
    Fonseca - Entendi como uma crítica. Isso é normal na crítica. Quem não souber conviver com a crítica, tem de ir para a ditadura. Eu queria realmente chamar atenção e alcancei meu objetivo. Queria chamar atenção para o fato de o Brasil dar as costas a Israel. A crítica faz bem para a democracia. Se for criticado, tenho de aceitar a crítica e tocar o mandato.
    BBC Brasil - O senhor acredita que se a presidente Dilma sofrer o impeachment, a paz em Jerusalém será atingida?
    Fonseca - Sim. Por que não? Porque o Brasil não pode ser um instrumento de paz? O Brasil sempre foi um instrumento de paz. O governo do PT quebrou isso, priorizando Cuba e Venezuela. Isso depõe contra nós, ficamos pequenos, nos diminuímos demais. E Jerusalém é vista pelo mundo todo. Os jornais quase todos os dias falam do Oriente Médio. Os Estados Unidos têm uma aliança muito forte com Israel. Brasil precisa mudar a política externa. Acredito que um novo governo, com o impeachment da presidente, vá contribuir para que haja paz em Jerusalém e paz no Brasil.
    Luís Barrucho /Da BBC Brasil

    quarta-feira, 6 de abril de 2016

    O sucesso nasce do querer, da determinação

    O sucesso nasce do querer, da determinação
    Nada no mundo se compara à persistência. Nem o talento; não há nada mais comum do que homens malsucedidos e com talento. Nem a genialidade; a existência de gênios não recompensados é quase um provérbio. Nem a educação; o mundo está cheio de negligenciados educados. A persistência e determinação são, por si sós, onipotentes. O slogan "não desista" já salvou e sempre salvará os problemas da raça humana.. A nossa maior glória não reside no fato de nunca cairmos, mas sim em levantarmo-nos sempre depois de cada queda.
    A nossa maior glória não reside no fato de nunca... mas
    O sucesso nasce do querer, da determinação e persistência em se chegar a um objetivo. Mesmo não atingindo o alvo, quem busca e vence obstáculos, no mínimo fará coisas admiráveis.
    O sucesso nasce do querer, da determinação e...

    Paciência e perseverança tem o efeito mágico de fazer as dificuldades desaparecerem e os obstáculos sumirem.. Então fé em Deus e caminhe sempre bom diaaaa com alegria. Recebi de via e-mail sem fonte definida

    O Senhor fará Maravilhas no meio do Seu povo!

    Muitas vezes questionamos o Senhor. “Senhor, eu oro, faço jejum, faço isso e aquilo. Mas não vejo o Teu agir na minha vida, o que mais posso fazer?” Se observarmos a passagem de Lázaro na Bíblia. Veremos que Jesus não estava tão distante. Ele poderia ir e curar o Seu amigo Lázaro. No entanto, Jesus foi após quatro dias. E Lázaro havia falecido e até cheirava mal.. E a irmã de Lázaro questionou a Jesus, querendo saber o porquê da demora.. Porque se Ele tivesse ido no dia em que foi avisado, Lázaro não teria morrido.. Nossa vida é assim também, queremos antecipar as vitórias. Mas Deus sabe a melhor hora de nos concedê-las Portanto, não desanime! Vale apena esperar no Senhor! Coisas grandes e lindas Ele tem para a sua vida..Será Tremenda essa Vigília!  
     Pr Jorge Peres


    sexta-feira, 25 de março de 2016

    Ninguém nasce com a consciência de si como homem ou mulher:

    "Deus, portanto, criou os seres humanos à sua imagem, à imagem de Deus os criou: macho e fêmea os criou." (Gêneses 1:27)
    Uma das principais associações médicas de pediatria dos Estados Unidos publicou uma dura nota contra a teoria de gênero – também chamada de ideologia de gênero – como fundamento de políticas públicas. A declaração do American College of Pediatricians alerta educadores e parlamentares para que rejeitem qualquer medida que condicione as crianças a aceitarem como normal “uma vida que personifique química e cirurgicamente o sexo oposto”. A nota do grupo médico afirma, enfaticamente que “os fatos, não a ideologia, é que determinam a realidade”.
    Leia uma tradução da íntegra da associação:
    1 – A sexualidade humana é uma característica biológica binária objetiva: “XY” e “XX” são marcadores genéticos saudáveis – e não marcadores genéticos de uma desordem. A norma da concepção humana é ser masculino ou feminino. A sexualidade humana é planejadamente binária com o propósito óbvio da reprodução e da prosperidade da nossa espécie. Esse princípio é autoevidente. As desordens extremamente raras no desenvolvimento sexual, que incluem, entre outras, a feminização testicular e a hiperplasia adrenal congênita, são todas desvios medicamente identificáveis da norma binária sexual, e são com razão reconhecidas como desordens da formação humana. Indivíduos que as portam não constituem um terceiro sexo.
    2 – Ninguém nasce com um gênero. Todos nascem com um sexo biológico. O gênero (uma consciência e um senso de si mesmo como homem ou mulher) é um conceito sociológico e psicológico, e não biologicamente objetivo. Ninguém nasce com a consciência de si como homem ou mulher: essa consciência se desenvolve com o tempo e, como todo processo de desenvolvimento, pode ser prejudicada por percepções subjetivas da criança, relacionamentos e experiências adversas desde a infância. Pessoas que se identificam como “se sentissem do sexo oposto” ou “nem masculinas nem femininas, algo entre os dois” não constituem um terceiro sexo. Elas permanecem, biologicamente, homens e mulheres.
    3 – A crença de uma pessoa de ser algo que ela não é, na melhor das hipóteses, é um sinal de pensamento confuso. Quando um menino biologicamente saudável acredita que é uma menina, ou uma menina biologicamente saudável acredita que é um menino, existe um problema psicológico objetivo, que está na mente, não no corpo, e deve ser tratado dessa forma. Essas crianças sofrem de disforia de gênero, formalmente conhecida como transtorno de identidade de gênero, uma desordem mental reconhecida na edição mais recente do Manual Diagnóstico e Estatístico da American Psychiatric Association. A psicodinâmica e as teorias de aprendizagem social dessa desordem nunca foram refutadas.
    4 – A puberdade não é uma doença e a injeção de hormônios bloqueadores da puberdade pode ser perigosa. Reversíveis ou não, hormônios bloqueadores de puberdade induzem um estado de enfermidade – a ausência de puberdade – e inibem o crescimento e a fertilidade em uma criança anteriormente saudável biologicamente.
    5 – Segundo o Manual Diagnóstico e Estatístico, 98% dos meninos e 88% das meninas confusos com seu gênero aceitam o seu sexo biológico naturalmente ao passar pela puberdade.
    6 – Crianças que usam bloqueadores de puberdade para personificar o sexo oposto precisarão de hormônios do sexo oposto no final da adolescência. Esses hormônios estão associados com graves riscos para a saúde, incluindo pressão alta, coágulos sanguíneos, AVC e câncer, mas não se limitando a isso.
    7 – As taxas de suicídio são vinte vezes maiores entre adultos que usam hormônios do sexo oposto e passam por cirurgias de mudança de sexo, mesmo na Suécia, que é um dos países de maior ação afirmativa LGBQT. Que pessoa razoável e compassiva condenaria crianças a esse destino, sabendo que depois da puberdade 88% das meninas e 98% dos meninos aceitarão o seu sexo real e terão saúde física e mental?
    8 – Condicionar as crianças a acreditar que uma vida inteira de personificação química e cirúrgica do sexo oposto é normal e saudável é abuso infantil. Apoiar a discordância de gênero como normal através da educação pública e de políticas legais confundirá as crianças e os pais, levando mais crianças a procurar “clínicas de gênero”, onde tomarão drogas bloqueadoras da puberdade. Por sua vez, isso garantirá que elas “escolherão” uma vida toda de hormônios cancerígenos e tóxicos e provavelmente considerarão passar por uma mutilação cirúrgica desnecessária de partes saudáveis do seu corpo ao chegar à vida adulta.
    O texto original encontra-se aqui.
    Conheça a Coleção Devocionais no site Amazon.com.

    Deixe seu comentário no site: www.elbemcesar.com