quarta-feira, 14 de outubro de 2015

O Evangelho Social, os Conselhos de Igrejas e o Socialismo Fabiano

Chamado "Pai do Evangelho Social", Walter Rauschenbusch (1861-1918), foi criado em uma família de imigrantes alemães luteranos em Nova Iorque. Estudou teologia na Universidade de Rochester, uma das centenas de instituições educacionais "cristãs" financiadas por John D. Rockefeller. Depois de pastorear uma Igreja Batista entre os imigrantes pobres na cidade de Nova Iorque durante alguns anos, ele se tornou docente do Seminário Teológico Rochester – também financiado por Rockefeller. Em 1902, ele se tornou Professor Titular de História da Igreja dessa instituição de ensino.
A partir dessa proeminente plataforma, ele escreveu livros como "Christianizing the Social Order" Cristianizando a Ordem Social e "A Theology for the Social Gospel." Uma Teologia Para o Evangelho Social. Embelecido na "alta crítica" e na ideologia socialista, ele ensinava o que muitos consideravam um evangelho mais relevante e solidário. Como resultado disso, ele "mudou tanto a ênfase quanto a direção do Protestantismo Americano". Rauschenbusch apresentava Jesus "não como alguém que viria para salvar os pecadores de seus pecados, mas como alguém que tinha uma ‘paixão social’ pela sociedade." Ele e seus companheiros estabeleceram a "Brotherhood of the Kingdom"( Fraternidade do Reino), que unificou líderes de igrejas que tinham as mesmas convicções que ele sobre uma busca socialista comum para um "Reino de Deus" terreno.
O plano deles teria se encaixado bem nos nossos tempos! Esse plano clamava por reforma, por unidade ecumênica, por "Justiça Social" e por paz global. Para justificar seu lugar na teologia "cristã", palavras como redenção e regeneração foram redefinidas para se encaixarem aos seus ideais socialistas.
Parece familiar, não é mesmo? Os líderes populares das igrejas usam a mesma estratégia atualmente. The Secret Message of Jesus  “A Mensagem Secreta de Jesus’’, o livro recente do pastor Brian McLaren, torce a Palavra de Deus, fazendo-a endossar um reino terreno e inter-religioso. Semelhantemente, a esperança de Tony Campolo por uma perfeição terrena zomba da promessa bíblica da vida eterna:
"O evangelho não tem nada a ver com um prêmio para quando se morre. É imperativo que a geração que está vindo reconheça que o Jesus bíblico estava comprometido com a realização de uma nova ordem social neste mundo. Tornar-se cristão, portanto, é ter um chamado à ação social". [5]
Em 1907, Rauschenbusch encontrou-se com os líderes do Socialismo Fabiano na Inglaterra, Sidney Webb e Beatrice Potter Webb.
Diferentemente dos impacientes revolucionários marxistas, os metódicos fabianos enfatizavam a transformação pacífica por meio da propaganda e da infiltração nas universidades, seminários e igrejas.
Ao longo dos anos, esse movimento socialista cresceu de formas a incluir Bertrand Russell, H. G. Wells (que escreveu "Open Conspiracy" [Conspiração Aberta]), o escritor de peças de teatro George Bernard Shaw, Sinclair Lewis, a líder da teosofia Annie Besant, e o líder comunista Harry Dexter White, que trabalhou com Alger Hiss para estabelecer as Nações Unidas.[6] O movimento se espalhou pelas nações ocidentais – graças em parte, às igrejas liberais que pregavam sua mensagem como se fosse apoiada pela autoridade de Deus.
Notas:
1. Dr. A.W. Beaven, ex-presidente do Conselho Federal de Igrejas (EUA). Citado por
Edgar C Bundy, página 99. Referências abaixo.
2. Edgar C Bundy, Collectivism in the Churches: A documented account of the political activities of the Federal, National, and World Councils of Churches [O Coletivismo nas Igrejas: Um relatório documentado das atividades políticas dos Conselhos Federal, Nacional e Mundial de Igrejas] (Wheaton, Illinois: Church League of America, 1957), p. 97.
3. Ibid.
5. Tony Campolo, "Reflections on Youth Ministry in a Global Context" [Reflecções Sobre o Ministério de Jovens em um Contexto Global], National Council of Churches, "Poverty March 2002". www.ncccusa.org/poverty/sermon-campolo.html
Fonte:Berit Kjos


Nenhum comentário:

Postar um comentário